domingo, 14 de dezembro de 2014

Depender da opinião dos outros


Não é preciso sacrificar os nossos sentimentos para gostarem de nós, pois temos virtudes e defeitos como todas as pessoas. Que gostar verdadeiramente de si, aceita-a tal como é não precisa de se subjugar e mudar o seu comportamento, só porque alguém decide por si. Ao fazer isso, só cria dentro de si, sentimentos de insatisfação.


Não deve esquecer que a forma de agir deve ser em função dos seus próprios valores. As atitudes, tomadas de decisão e escolhas devem ter significado interno, não devem ser comandadas por alguém exterior. A vida é sua e só tem uma para viver, não esqueça de a viver da melhor forma que conseguir.

Nos momentos em que estamos fragilizados, torna-se mais difícil lidar com a desilusão ou com a frustração. Especialmente, se é alguém afetivamente importante que nos magoa mas, se tivermos consciência do que somos e do que sentimos, é mais fácil evitar que alguém nos magoe com a mesma intensidade.




Nos momentos em que estamos fragilizados, torna-se mais difícil lidar com a desilusão ou com a frustração. Especialmente, se for alguém afetivamente importante que nos magoa mas, se tivermos consciência de quem somos e do que sentimos, é mais fácil evitar que alguém nos magoe com a mesma intensidade.

Quando as pessoas ficam magoadas ou desiludidas com a atitude dos outros, pode ser por diversas razões, mas considero que o que causa maior dor é, quando as pessoas por quem sentimos estima, não têm respeito pelos nossos sentimentos.

Nessas situações, é normal sentir mágoa, mas nem todos reagimos da mesma forma, perante as mesmas circunstâncias e, mesmo a própria pessoa tem muitas vezes reações diferentes, consoante as situações com que se depara, sendo por isso, sempre muito difícil perceber a melhor forma de reagir e saber o que fazer, quando se trata de questões emocionais.

Nesses momentos, a mágoa é mais acentuada, não só pela estima que sentimos por essas pessoas, mas também por sentimos que aquilo que nos fizeram, não é proporcional às atitudes que temos para com essas mesmas pessoas. Principalmente quando sentimos que nunca agimos dessa forma, com essas mesmas pessoas, em circunstâncias equivalentes.


Devemos sofrer por algo que não tenha realmente valor para nós? Se a pessoa e  o que nos diz ou faz é insignificante, porque será que se sofre com isso?

Se conhecer o motivo e tem consciência do que está a sentir, está no caminho certo, porque este é o 1ª passo para conseguir transformar esse sentimento, só tem de procurar a melhor maneira de o superar. É um processo difícil de alcançar sozinho em muitas situações mas, com ajuda psicoterapêutica as mágoas são mais fáceis de ultrapassar!

Se sente com frequência dificuldades em lidar em com algumas situações, não hesite em procurar ajuda, por forma a conseguir relacionamentos interpessoais mais harmoniosos e encontrar melhor equilíbrio interior.